• capa do livro

Relatório Final Copa do Mundo 2014

COORDENAÇÃO GERAL DA COPA NO PARANÁ APRESENTA BALANÇO POSITIVO SOBRE A PARTICIPAÇÃO DO ESTADO

 

Um relatório completo sobre as ações da Coordenação Geral da Copa do Mundo no Paraná, incluindo os trabalhos desenvolvidos na preparação do projeto, através da extinta Secretária de Estado da Copa 2014, mostrou um planejamento que resultou no sucesso da Copa na Cidade-sede de Curitiba, com elogios da FIFA e da mídia internacional.

Com transparência, o relatório apresenta uma série de dados sobre diversos setores que atuaram neste projeto.

 

HISTÓRICO CIDADE-SEDE DE CURITIBA (PR)

07/05/2007 – Início da Operação Copa, com levantamento de documentos.

31/05/2009 – Curitiba é anunciada como Cidade-Sede da Copa do Mundo.

20/09/2010 – Estado, Município e Clube Atlético Paranaense firmam convênio tripartite.

04/11/2010 – Sancionada a Lei Municipal nº. 13.620, instituindo o Potencial Construtivo.

27/12/2010 – Sancionada a Lei Estadual nº. 16733, autorizando o FDE a financiar.

04/10/2011 – CAP S/A reinicia as obras com recursos próprios.

17/11/2011 – CAP S/A protocolou pedido oficial de financiamento no FDE.

05/06/2012 – CAP S/A e FDE firmam o primeiro contrato de empréstimo.

13/08/2012 – BNDES aprova o financiamento de R$ 131 milhões, em parcelas.

13/11/2012 – BNDES, Estado, Fomento Paraná assinam contrato.

12/12/2012 – CAP S/A, FDE e Município assinam contrato.

14/01/2013 – BNDES (Governo Federal) libera a primeira parcela do financiamento.

27/06/2013 – Tribunal de Contas do Paraná suspende o repasse de verbas. Após, libera.

03/10/2013 – Ministério do Trabalho paralisa as obras do estádio.

09/10/2013 – Ministério do Trabalho libera a continuação das obras.

31/10/2013 – É realizada a ultima desapropriação dos imóveis junto ao terreno.

11/12/2013 – CAP S/A e FDE firmam o terceiro contrato de empréstimo.

13/12/2013 – Paralisação das obras por falta de recursos.

14/01/2014 – Inspeção técnica por parte do engenheiro FIFA Charles Botta.

20/01/2014 – Reunião com secretário executivo do ministério do Esporte, Luiz Fernandes.

21/01/2014 – Reunião com Jérôme Valcke (FIFA), governador, prefeito e Atlético, na Arena.

18/02/2014 – Curitiba confirmada como Cidade-Sede para a Copa do Mundo da FIFA 2014.

24/02/2014 – Quarto contrato assinado com o FDE.

29/03/2014 – Jogo teste na Arena, entre Atlético Paranaense e J.Malucelli (0x0), para um

público de 10 mil pessoas.

14/05/2014 – Segundo jogo teste na Arena, entre Atlético Paranaense e Corinthians Paulista

(1x2) para um público de 30 mil pessoas.

22/05/2014 – Entrega do estádio para o período exclusivo da FIFA.

16/06/2014 – Jogo entre Irã e Nigéria pela Copa do Mundo (0x0), público de 39.081 pessoas.

20/06/2014 – Jogo entre Honduras e Equador pela Copa do Mundo (1x2), público de 39.224

pessoas.

23/06/2014 – Jogo entre Austrália e Espanha pela Copa do Mundo (0x3), público de 39.375

pessoas, sendo o maior fluxo de pessoas dos quatro jogos.

26/06/2014 – Jogo entre Argélia e Rússia pela Copa do Mundo (1x1), público de 39.311 pessoas.

03/07/2014 – FIFA devolve a administração do estádio para o Clube Atlético Paranaense.

Gestão da Obra: CAP S/A

Orçamentos: R$ 135.000.000 (20/09/2010)

R$ 184.600.000 (outubro 2010)

R$ 265.000.000 (junho 2013)

R$ 330.000.000 (janeiro 2014)

Detalhe: Menor custo de obras das 12 sedes da Copa do Mundo de 2014.

Potencial Construtivo: Município emite até o valor de R$ 123.066.666,67, de forma rescalonada, de acordo com a legislação municipal aprovada pela Câmara Municipal de Curitiba.

Público total: 156.991 espectadores passaram pela Arena da Baixada nos quatro jogos.

Primeiro gol marcado na nova Arena foi de Marcelo (Atlético Paranaense) contra o Corinthians Paulista no jogo-teste. O primeiro gol marcado nos jogos da Copa do Mundo foi de Carlos Costly, da seleção de Honduras, na partida entre Honduras e Equador.

INGRESSOS COPA 2014 NA ARENA CAP

Total de ingressos passados pelas catracas: 156.991, com uma média de 40 mil pessoas por jogo. Maior ocupação ocorreu no jogo Austrália e Espanha, dia 23 de junho, com 99,35%.

Dia 16 de junho (segunda-feira) IRÃ X NIGÉRIA

70% Curitiba e Região Metropolitana (Curitiba, São José dos Pinhais, Ponta Grossa, Pinhais, Campo Largo, Colombo, Araucária, Almirante Tamandaré e Fazenda Rio Grande).

16% demais regiões do Brasil (SC, SP, PR, RJ, RS, MG, MS e DF).

14% de estrangeiros (Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Alemanha, Austrália, Irã, Suécia, Colômbia e Emirados Árabes).

Dia 20 de junho (sexta-feira) HONDURAS X EQUADOR

57% Curitiba e Região Metropolitana (Curitiba, São José dos Pinhais, Ponta Grossa, Pinhais, Campo Largo, Colombo, Araucária, Almirante Tamandaré e Fazenda Rio Grande).

22% demais regiões do Brasil (SC, SP, PR, ES, RJ, RS, RN, MG e MS).

21% de estrangeiros (Equador, Estados Unidos, Austrália, Alemanha, Inglaterra, Honduras, Canadá, Colômbia e Venezuela).

Dia 23 de junho (segunda-feira) AUSTRÁLIA X ESPANHA

63% Curitiba e Região Metropolitana (Curitiba, São José dos Pinhais, Ponta Grossa, Pinhais, Colombo, Campo Largo, Paranaguá, Araucária e Almirante Tamandaré).

27% demais regiões do Brasil (SC, PR, SP, RS, RJ, RN, BA, MS e CE).

10% de estrangeiros (Austrália, Estados Unidos, Espanha, Inglaterra, Canadá, Colômbia, Alemanha, Argentina e México).

Dia 26 de junho (quinta-feira) ARGÉLIA X RÚSSIA

71% Curitiba e Região Metropolitana (Curitiba, São José dos Pinhais, Ponta Grossa, Pinhais, Campo Largo, Colombo, Almirante Tamandaré, Araucária e Paranaguá).

15% demais regiões do Brasil (SC, PR, SP, RJ, RN, RS, DF, MS e MG).

14% de estrangeiros (Rússia, Estados Unidos, França, Ucrânia, Canadá, Inglaterra, Austrália, Alemanha e Argélia).

ARENA, CENTROS DE TREINAMENTO E CAMPOS DE TREINAMENTO

ESTÁDIO DA ARENA

Estádio privado, de propriedade do Clube Atlético Paranaense, construído pela CAP S/A, com a coordenação do engenheiro Luiz Volpato e do arquiteto Carlos Arcos. Chegou ao custo total de R$ 330 milhões.

Tem 43 mil cadeiras, 35 camarotes, 04 vestiários, 800 vagas cobertas de estacionamento, 155 sanitários, 18 elevadores, 95 catracas, 308 refletores, 190 câmeras de segurança, 52 lanchonetes, 12 escadas de acesso, 46 lojas internas, 17 lojas externas e 02 telões de 77 m² cada. A área construída passou de 45 mil m² para 125 mil m².

Recebeu quatro jogos da Copa do Mundo de 2014:

IRÃ x NIGÉRIA, dia 16 de junho, segunda-feira, às 16h00

HONDURAS x EQUADOR, dia 20 de junho, sexta-feira, às 19h00

AUSTRÁLIA x ESPANHA, dia 23 de junho, segunda-feira, às 13h00

ARGÉLIA x RÚSSIA, dia 26 de junho, quinta-feira, às 17h00

Todos os jogos com ingressos esgotados. Vieram turistas dos cinco Continentes:

EUROPA: Espanha e Rússia

ÁFRICA: Argélia e Nigéria

AMÉRICA: Equador e Honduras

ÁSIA: Irã

OCEANIA: Austrália

Como legado a FIFA entregou para o Atlético Paranaense os seguintes equipamentos:

02 pares de traves 12mm, 04 pares de redes, 02 conjuntos de banco para reservas, 03 máquinas de gelo, 01 barreira de treinamento de falta, 03 jogos de bandeirinhas de escanteios, 02 compressores de ar, 01 jogo de estaca de campo, 03 bombas de encher a bola, 02 placas de substituição manual, 04 quadros tático magnético, 50 cones japonês, 30 cones 23 cm, 05 calibradores de bola, 01 marcador de faixa de gramado, 02 galões de tinta extreme concentrada e 01 galão de solução detergente flus thu.

ESTÁDIO COUTO PEREIRA

Estádio privado, de propriedade do Coritiba Foot Ball Club. Utilizado como Campo Oficial de Treinamento.

Treinaram no local as seleções da Austrália (dia 22 de junho) e Argélia (dia 25 de junho).

Equipamentos entregues pela FIFA para o clube:

01 par de traves fixas, 02 traves para treinamento de goleiro, 01 par de traves para treino recreativo, 01 par de redes para trave fixas, 02 redes para trave de treinamento de goleiro, 02 conjuntos de bancos, 01 máquina de gelo, 01 barreira de treinamento de falta, 01 jogo de bandeirinha de escanteio, 01 jogo de estaca de campo, 01 bomba de encher bola, 50 cones japonês, 30 cones 23 cm, 01 calibrador de bola, tinta para pintura de gramado, detergente flus Thu, contratação de empresa para recuperação do gramado, sementes de grama rye-grass para plantio de inverno e recuperação de drenagem.

ESTÁDIO J.MALUCELLI

Estádio privado, de propriedade da empresa J. Malucelli. Utilizado como Campo Oficial de Treinamento.

Treinaram no local as seleções da Nigéria (dia 15 de junho) e Rússia (dia 25 de junho).

Equipamentos entregues pela FIFA para o clube:

01 par de traves fixas, 02 traves para treinamento de goleiro, 01 par de traves para treino recreativo, 01 par de redes para trave fixas, 02 redes para trave de treinamento de goleiro, 02 conjuntos de banco , 01 máquina de gelo, 01 barreira de treinamento de falta, 01 jogo de bandeirinha de escanteio, 01 jogo de estaca de campo, 01 bomba de encher bola, 50 cones japonês, 30 cones 23 cm, 01 calibrador de bola, tinta para pintura de gramado, detergente flus thu, sementes de grama rye-grass para plantio no inverno, instalação de equipamentos de irrigação.

CT BARCELOS

Centro de Treinamento reserva para a FIFA, privado, de propriedade dos empresários Geraldo Barcelos e Rafael Barcelos. Foi utilizado pelas diversas categorias de base do Clube Atlético Paranaense, no período de 30 de maio a 02 de julho, enquanto o CT do Caju estava à disposição da Seleção da Espanha. Cerca de 129 profissionais do CAP ficaram concentrados no local, servindo também para o elenco profissional.

CT DO CAJU

Centro de Treinamento de propriedade do Atlético Paranaense, utilizado pela Seleção da Espanha durante o período de 10 a 25 de junho de 2014.

ESTÁDIO PEDRO BASSO - FOZ DO IGUAÇU

Conhecido como Campo Oficial de Treinamento do Flamengo Esporte Clube, serviu de local de treinamento da seleção da Coréia do Sul, que ficou utilizando o espaço no período de 11 de junho a 28 de junho de 2014.

Foram construídos modernos vestiários, troca de gramado com serviços de drenagem e irrigação, novas torres de iluminação, colocação de novos alambrados, reforma do ginásio de esporte, que serviu de Centro de Mídia, novos sanitários e construção de uma Academia do Esporte.

A Prefeitura investiu 500 mil reais nas reformas e a Itaipu Binacional colocou R$ 2,5 milhões nas obras.

A FIFA deixou como legado: jogo de traves, traves móveis, máquina de gelo, redes para as traves, barreiras móveis para treinamentos e bandeirinhas para os escanteios.

CADASTRAMENTO DOS MORADORES E LOJISTAS DO ENTORNO DA ARENA

Muitos moradores da região do entorno da Arena acreditavam que a proibição de circulação e áreas de bloqueios era para todo o período da Copa, cerca de 30 dias, o que não aconteceu. O controle do polígono, área de restrição, funcionou apenas nos quatro dias dos jogos da Copa do Mundo na Arena, o que tranquilizou os moradores do perímetro.

Com o apoio do Exército Brasileiro, a Prefeitura Municipal de Curitiba montou esquema de credenciamento, com ponto de apoio na Praça Ouvidor Pardinho. A coordenação foi do Major Rodrigo e apresentou os seguintes resultados:

Total de Pessoas Físicas: 66.753

Total de Registro de Imóveis: 22.843

Total de Veículos Credenciados: 23.117

Credenciais Entregues: 54.092

Credenciais Não Retiradas: 12.661

Etiquetas de Veículos Não Retiradas: 7.774

REPASSES FINANCEIROS - ACORDO TRIPARTITE

Valor total do Convênio: R$ 61.533.333,33

Repassados pela secretaria de estado do Planejamento (Seplan) para a Prefeitura Municipal de Curitiba para obras na cidade: R$ 29.339.606,00

05 parcelas de R$ 1.000.000,00 (07/07, 14/07, 26/07, 28/07 e 29/07/2011)

01 parcela de R$ 2.000.000,00 (09/08/2011)

01 parcela de R$ 4.000.000,00 (29/12/2011)

01 parcela de R$ 3.000.000,00 (30/05/2012)

01 parcela de R$ 15.339.606,00 (30/05/2012)

Repassados pela secretaria de estado da Fazenda (Sefa), acordado pela Comec, para a Prefeitura Municipal de Curitiba para obras na cidade: R$ 16.533.000,00.

01 parcela de R$ 8.266.500,00 (10/04/2013)

01 parcela de R$ 8.266.500,00 (30/05/2013)

Total empenhado e pago: R$ 45.872.606,00

Saldo existente em julho/2014: R$ 15.660.727,33

FINANCIAMENTOS

Foram realizados 04 empréstimos através do FDE (Fundo de Desenvolvimento Econômico), da Fomento Paraná.

05/06/2012 – FDE (R$ 30 milhões / parcela única)

Vencimento 12/2014

Garantia: Potencial Construtivo

12/12/2012 – BNDES (R$ 131.168 milhões / 156 meses)

Vencimento nov/27

Garantia: CT do Caju e Potencial Construtivo

11/12/2013 – FDE (R$ 65.332 milhões / 156 meses)

Vencimento nov/27

Garantia: CT do Caju e verbas de transmissão de televisão

24/02/2014 – FDE (R$ 65.466 milhões / 144 meses)

Vencimento março/29

Garantia: Estádio da Arena

COPEL

Diversas subestações ajudaram na operação Copa do Mundo 2014, foram 08 em Curitiba e Região Metropolitana (São José dos Pinhais, Uberaba, Pilarzinho, Umbará, CIC, Santa Mônica, Campo Comprido e Bateias).

No total são 34 subestações e todas ajudaram no projeto Copa, pois o sistema é integrado. Quatro são novas (Bairro Alto, Afonso Pena, Capanema e Morretes).

Foram 400 metros de linha subterrânea, ligando subestação do Batel e mais 600 metros para viabilizar o Viaduto Estaiado, com dupla alimentação.

São 73 quilômetros de linhas de transmissão de alta tensão. Um total de 270 quilômetros foi substituída de convencional para compacta. E foram instalados 397 equipamentos automatizados, com dois grupos de motor-geradores, concluindo um total de 16 obras do PDD da Copa, com investimentos de R$ 486 milhões.

Também foram substituídas 09 torres por postes, colocados na lateral da Avenida das Torres, do Portal de São José dos Pinhais até a entrada do aeroporto.

A coordenação dos trabalhos do PDD da Copa da Copel ficou com sob o comando do engenheiro Milton Marcolan.

SANEPAR

Foram feitos investimentos de 200 milhões de reais em projetos que tiveram ligação com a Copa do Mundo 2014, casos de tubulações e infraestrutura em rede de esgoto em Curitiba, e cerca de 1000 metros de revitalização nas obras do entorno do aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais.

Além de investimentos de R$ 4,5 milhões em tubulação de água e esgoto nas vias atingidas pelas obras da Copa do Mundo 2014.

VOLUNTARIADO

Tivemos um total de 2.424 inscritos no Programa Brasil Voluntário, do ministério do Esporte, dos quais 575 atuaram na Copa na Cidade-sede de Curitiba.

Foram 180 horas de treinamento à distância, com quatro módulos presenciais, com itens que envolveram Turismo, Segurança, Dinâmica de Grupo e Mobilidade Urbana.

Os voluntários atuaram na Arena da Baixada, no entorno do estádio, na Fan Fest, Aeroporto Afonso Pena, Fan Walk, Rodoferroviária, Centro de Mídia, Terminais, Pontos de Bloqueio e catracas do acesso à Arena.

No cadastro de voluntários pela FIFA, foram cadastrados 130 mil pessoas de 147 países, sendo 4.935 do Paraná. São voluntários generalistas e especialistas. Vieram voluntários da Colômbia, Argentina, Espanha, México, Estados Unidos, Peru, China, Alemanha e Ucrânia.

ATENDIMENTO À MIDIA

Na Arena uma Tenda de 3 mil m² atendeu a imprensa nacional e internacional com toda a estrutura e tecnologia moderna. Foram utilizados 90 mesas de apoio, com computadores e serviços necessários.

No Memorial de Curitiba foi utilizado um espaço para o Centro Aberto de Mídia, atendendo os profissionais de imprensa que não estavam credenciados pela FIFA para o Mundial.

Estiveram no Paraná mais de 3 mil profissionais da imprensa, de 1.800 veículos de comunicação e mais de 300 fotógrafos. As imagens foram para 500 estações de televisão de 214 países.

Foram milhares de boletins com informações, entrevistas e consultas, atendendo diariamente à imprensa brasileira e internacional.

Recebemos no gabinete e fizemos externas para a BBC (Londres), BBC (Brasil), Ecuavisa (Equador),Telekanal (Rússia), Al Jazeera Network (Irã), The Yomiuri Shimbum (Japão), Fox Sports (Argentina), Fox Internacional, RedeTV (São Paulo), Espn Brasil, Sportv, RPC-Globo, SBT - Rede Massa, Bandeirantes, RIC-TV, Paraná Educativa, CNT, Mercosul, ÓTV, CWB e TVCI.

Também atendemos as rádios BandNews, CBN Curitiba, CBN Foz do Iguaçu, CBN Maringá, CBN Cascavel, Transamérica, 98FM, FM 95,7, E-Paraná, Rádio Mais, Cultura de Foz do Iguaçu, Banda B, Clube Paranaense, Evangelizar, Massa FM, Paiquerê de Londrina, Brasil Sul de Londrina, Rádio Clube de Ponta Grossa, Rádio T de Ponta Grossa, Cultura de Maringá, Difusora de Maringá e Rádio Difusora de Curitiba.

Foram centenas de matérias para os jornais paranaenses, além do Lance, Estadão, Folha de São Paulo, O Globo e outros internacionais.

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Foram milhares de profissionais que passaram por cursos de capacitação e estiveram preparados para os grandes eventos. Sempre com o importante apoio de empresas como:

ABIH: cursos sobre Escola Virtual de Hospedagem e Bem Receber Copa, com 4 mil inscritos e 3.150 formandos. Curso de Pequenos Meios de Hospedagem, com um total de 200 inscritos, com 150 formandos, e pelo Pronatec Copa foram 1.800 inscritos e 1.300 formandos. Além dos Cursos a Abih promoveu palestras sobre acessibilidade, hospedagem de criança e adolescente, segurança na Copa, Ocupação Hoteleira e Gerenciamento da Rede Hoteleira.

SENAC: formou 35.549 pessoas, com cursos em Curitiba (26.473), Foz do Iguaçu (6.919) e Paranaguá (2.157). Numa análise empresarial, 88% aprovaram o impacto positivo da Copa 2014, 94% investiram no estabelecimento, sendo 60% em modernização visual e marketing, 27% em capacitação e 13% em equipamentos.

ABRASEL: formou 594 trabalhadores, sendo 5 turmas de Gastronomia, com 100 inscritos e 85 formandos, 3 turmas de Inglês, com 40 inscritos e 27 formandos, mais 20 turmas de Higiene e Manipulação de Alimentos, com 300 inscritos e 300 formandos, com 3 turmas de Bartender, com 100 inscritos e 92 formandos, além de 3 turmas de Garçom, com 100 inscritos e 90 formandos.

FACOP: Cursos e treinamento para 6.136 trabalhadores em 2014, sendo 1.000 no mês de junho, no período da Copa do Mundo 2014, certificando trabalhadores nas áreas de servente, recepção, copeira, portaria e encarregado.

SEBRAE: Formou 122 taxistas, num total de 162 inscritos. Também qualificou trabalhadores de 960 empresas, com cursos de Turismo, Vestuário, Comércio, Consultoria e Capacitação.

SINDEHOTEIS: Realizou 128 cursos com trabalhadores em hospedagem e gastronomia. Foram 854 pessoas inscritas e todos formados.

SENASP: do ministério da Justiça: capacitou policiais e bombeiros. No Paraná tivemos inscritos 2.128 policiais militares, 1.031 policiais civis, 306 bombeiros, 164 da Guarda Municipal de Curitiba, 158 da Guarda Municipal de São José dos Pinhais e 52 da Guarda Municipal de Araucária.

SINDICATO DA INDÚSTRIA DA PANIFICAÇÃO E CONFEITARIA DO ESTADO DO PARANÁ: Capacitou trabalhadores do setor com cursos de inglês, em parceria com a Fiep e Centro de Línguas do Sesi/PR.

SEGURANÇA

Perfeita integração das polícias Militar, Civil, Federal, Científica, Rodoviária Federal, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Setran, Detran, Abin, Receita Estadual e Federal e Forças Armadas.

Sob a coordenação do CICCR - Centro Integrado de Comando e Controle Regional, foram realizadas 70 escoltas das delegações estrangeiras pelas equipes da Polícia Militar (BpTran), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Guarda Municipal de Curitiba e São José dos Pinhais.

Mais 68 escoltas de árbitros, chefes de estado e diretores da FIFA, num total de 138 escoltas, com um efetivo de 812 militares, 149 viaturas e 31 veículos.

Foram realizadas 75 varreduras em Hotéis, Centros de Treinamento, Campos de Treinamento, Fan Fest, Aeroporto, estádio da Arena, ônibus, carros oficiais e carros de apoio.

Os Centros de Comando e Controle atuaram na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Regional), na Arena e Fan Fest (Local e Móvel).

Foram contabilizados 32 termos circunstanciados, 54 boletins de ocorrência, 14 inquéritos policiais e 04 atos infracionais.

Também houve invasão ao CT do Caju, onde estava a delegação da Espanha, com quatro torcedores detidos e identificados.

Todos os bloqueios no polígono dentro da área de restrição foram realizados com sucesso, sem nenhum incidente, controlados pelo 12º Batalhão da Polícia Militar e apoio da Setran e dos voluntários da FIFA.

O total de ocorrências chegou a 110, sendo 24 por porte de droga, 15 perdas de documentos ou objetos, 03 cambistas, 11 furtos simples, 07 furtos qualificados, 13 roubos e uma perturbação do sossego.

Nas ruas, o único incidente ocorreu no primeiro dia de jogos da Copa em Curitiba, dia 16 de junho, quando vândalos se infiltraram nas manifestações para provocar destruições. Foram presos 12 adultos e apreendidos 02 menores de idade.

No local da Fan Fest foram registrados 21 casos de porte de drogas, 02 registros de vandalismo, 01 caso de desacato, 02 extravios de documentos, 01 porte de arma branca e 01 enquadrado como estupro.

Helicópteros com imageamento aéreo ajudaram na operação de terra, com as equipes do Graer (45 homens e 21 pilotos), além do Exército Brasileiro.

A Polícia Ambiental efetuou patrulhamento diário em pontos estratégicos, como energia elétrica, captação de água e telefonia, no período de 11 de junho a 13 de julho, utilizando além do efetivo normal um total de 27 alunos soldados. Não houve nenhuma ocorrência constatada.

O CDA – Centro de Defesa de Área, coordenado pelo brigadeiro Roberto Carvalho, atuou com um painel de controle e equipamentos de alta tecnologia na sede do Cindacta II, controlando os vôos e fazendo o receptivo das delegações estrangeiras.

O Exército Brasileiro, sob o comando do general Luis Felipe Carbonell, com apoio do general Fernando Marques de Freitas, atuou nas operações da Copa, fazendo treinamentos e simulações nos setores de segurança e saúde, além de proteger pontos estratégicos, como a ponte de cabeamento do Broadcast, Subestações da Copel, setores de T.I. e credenciamento dos moradores da região do entorno da Arena. Atuou também com uma Força de Contingência, preparado para atuar quando necessário.

A Abin - Agência Brasileira de Inteligência prestou um excelente trabalho de informações, mantendo uma equipe permanente em diversos setores estratégicos e de controle. Foram expedidos relatórios reservados, com sínteses de inteligência, para as autoridades civis e militares, auxiliando muito na manutenção da ordem e tranqüilidade.

Em Foz do Iguaçu o CICCF - Centro Integrado de Comando e Controle Foz iniciou as atividades no dia 29 de maio de 2014, com um efetivo de 05 policiais militares, 05 guardas municipais e 02 militares do Exército.

A equipe contou com uma central de escolta, com 12 policiais militares, 12 policiais federais e 12 guardas municipais.

Nos bloqueios de trânsito atuaram 14 policiais militares do Pelotão de Trânsito, 30 alunos soldados e 10 guardas municipais.

O efetivo no recobrimento do policiamento atuaram 30 policiais militares e 30 guardas municipais.

Na segurança da Rede Hoteleira estiveram presentes 62 policiais militares e 22 guardas municipais.

Efetivo no policiamento interno do CT do Flamengo: 25 policiais militares, do Choque.

Foram realizadas vistorias, varreduras, perícias, simulados, bloqueios e patrulhamento.

A segurança na rodovia foi feita pela PRF e Exército Brasileiro.

O receptivo da delegação da Coréia do Sul e presidente de Honduras, no Aeroporto Cataratas, foi feito pela Aeronáutica.

Ocorrência significativa: Um homem de 27 anos, Gueye Mame Ibrahima, do Senegal, foi flagrado e apreendido pela Polícia Federal dentro do Hotel Borbon, com a quantidade de 37 ingressos para a Copa do Mundo. Foi autuado pela lei nº. 30.671 do Estatuto do Torcedor.

O pelotão Anti-Bomba do BOPE, que estava na cidade por conta do evento Copa, atendeu uma averiguação de um suposto artefato explosivo dentro de um banco, mas constatou não se tratar de explosivo.

A Polícia Ambiental não registrou nenhuma ocorrência no período da Copa, em Foz do Iguaçu. Atuou com 13 policiais e 03 viaturas.

O Batalhão de Fronteira, da Polícia Militar, esteve presente no combate ao tráfico de drogas, contrabando de armas e turismo sexual. Nenhuma ocorrência grave foi registrada no período da Copa.

Não houve necessidade de utilização dos Vants e Drones - veículos aéreos não tripulados.

STEWARDS: trabalharam nos jogos da Arena, em Curitiba, um total de 2.800 vigilantes privados, contratados pela empresa Gocil. Foi uma média de 700 stewards por jogo. Foram atendidas 28 ocorrências, sem gravidade.

Corpo de Bombeiros atuou na Arena com efetivo de 60 militares e 80 brigadistas, além das viaturas. Equipes do CB também fizeram plantão no local da Fan Fest.

DEFESA CIVIL

Realizadas dezenas de simulações para a Copa do Mundo. Durante o mundial as equipes atenderam 152 municípios em situação de emergência, entre os dias 05 e 27 de junho de 2014, em parceria com o Provopar e Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social.

Nenhuma das intervenções esteve ligada a estruturas envolvidas na operação Copa do Mundo.

SAÚDE

O atendimento dentro da ARENA foi feito pela FIFA, com convênio através da empresa Ecco-Salva. A coordenação foi dos médicos Edilson Thiele e Dante Grein e do enfermeiro auditor Marcio Muniz.

O atendimento nas áreas externas da ARENA e nos Postos Móveis foi realizado pelas secretarias estadual e municipal da Saúde, sob a coordenação dos médicos Vinícius Filipak, Beatriz Monteiro, Fernanda Pohl Ceschin, Ilmar Carneiro Leão e Alan César Diório.

Postos Médicos na Arena: 06, com 227 atendimentos, além de 158 atendimentos no entorno do estádio e 328 atendimentos na Fan Fest, num total de 713 atendimentos.

Remoções nos Postos Médicos da Arena foram 12 e atendimentos chegaram a 227, sendo 183 casos clínicos, 43 traumas e 1 não identificado. Foram 113 do sexo masculino, 101 do sexo feminino e 13 não identificados.

Dos atendidos 179 eram brasileiros, 34 estrangeiros e 14 não identificados. Entre eles apenas dois jogadores, além de 4 jornalistas, 1 segurança, 72 torcedores, 1 membro de delegação, 19 voluntários, 3 membros do COL/FIFA e 107 da Força de Trabalho.

FOZ DO IGUAÇU: sem ocorrências durante a Copa. Coordenação do Samu foi feita por Osmar José da Silva.

CURITIBA: Hospitais de alta complexidade, de referência para a Copa do Mundo 2014

Hospital Marcelino Champagnat – atendimento FIFA e COL

Hospital Vita Batel – atendimento FIFA e COL

Hospital do Trabalhador – atendimento QBRN

Hospital Pequeno Príncipe – atendimento crianças e adolescentes

Hospital Evangélico – atendimento queimados

Hospital Cajuru – atendimento de emergência

UPAS – Unidades de Pronto Atendimento

APOIO: Hospitais Vita BR, Santa Cruz, Pilar e São Vicente.

FOZ DO IGUAÇU – Hospital Municipal e Hospital Costa Cavalcanti

PARANAGUÁ – Hospital Regional do Litoral e Hospital Paranaguá - Unimed

SÃO JOSÉ DOS PINHAIS – Hospital e Maternidade São José

CENTRAIS DE EMERGÊNCIA

Curitiba, Londrina, Maringá e Cascavel

CENTRAIS INTEGRADAS

Apucarana (Centro Norte), Cornélio Procópio (Norte Pioneiro), Umuarama (Noroeste), Pato Branco (Sudoeste), Ponta Grossa (Campos Gerais), Paranaguá (litoral), Foz do Iguaçu e Guarapuava.

POSTOS MÉDICOS: Estádio da Arena, Aeroportos, Fan Fest, Porto de Paranaguá, Rodoviárias e Hospitais de Campanha.

POSTOS MÓVEIS: Curitiba e Foz do Iguaçu

CONTROLE EPIDEMIOLÓGICO (VACINAS)

Secretarias estadual e municipal da Saúde atuando com vacinas tríplice viral, febre amarela e poliomielite.

AMBULÂNCIAS do Siate e Samu, com USAV (Unidade de Suporte Avançado de Vida) e UPA (Unidade de Pronto Atendimento)

VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Vistoria na ARENA em 226 serviços de alimentação, com duas irregularidades, 38 serviços de saúde, com 11 irregularidades, 13 abastecimento de água, com 9 irregularidades, 14 ambulâncias e 1 instalação sanitária.

Vistoria na Fan Fest em 62 serviços de alimentação, com 1 irregularidade, 23 serviços de saúde, 13 ambulâncias, 2 abastecimento de água e 26 instalações sanitárias, com uma irregularidade.

No total foram 418 vistorias, com a constatação de 51 irregularidades, todas notificadas ou sanadas.

MEIO AMBIENTE

Utilização no estádio da Arena da Baixada de 100% de energia limpa e renovável.

Reaproveitamento e uso racional da água.

Utilização de material renovável e com foco na sustentabilidade.

Coleta adequada de resíduos recicláveis, incluindo papel, papelão, plástico, vidro e metal.

Utilização do transporte coletivo com ônibus Hibribus, movidos a energia elétrica e biocombustível, que poluem 90% menos.

Controle das bases técnicas necessárias à gestão das emissões de gases de efeito estufa. O total de tCO2e (Dióxido de Carbono Total) foi de 2.418, divididos em 1.357 tCO2 e referentes à OPERAÇÃO (56%), 740 tCO2 e devido a HOSPEDAGEM DE ESPECTADORES DO EVENTO (31%) e 321 tCO2 e referentes às emissões das OBRAS (13%).

TURISMO

Mais de 500 mil turistas passaram pelo Paraná durante o período da Copa do Mundo 2014, sendo 214 mil somente na Cidade-sede, entre os quais mais de 95 mil estrangeiros.

Vieram visitantes de mais de 80 países, entre eles Equador, Austrália, Estados Unidos, Rússia, Colômbia, Argélia, Argentina, Honduras, Espanha, Irã, Peru, França, Chile, Inglaterra, Alemanha, Venezuela, Nigéria, Canadá e Holanda.

Duas categorias de atendimento funcionaram com 08 Centros de Atendimento aos Turistas (CATs) e 20 Postos de Informações Turísticas (PITs).

Em Curitiba funcionaram Postos de Informações Turísticas no Aeroporto, Arena CAP, Couto Pereira, Rua 24 horas, Palacete Wof, Rodoferroviária, Torre Panorâmica e Casa de Contas da Associação Comercial e Industrial de Santa Felicidade.

Em Foz do Iguaçu, o número de estrangeiros que visitaram a Itaipu Binacional dobrou no mês de junho, na comparação com o ano passado. Foram 4.917 turistas estrangeiros em 2014, contra 2.465 em 2013.

Os destaques ficaram com Estados Unidos (557), Colômbia (498), Alemanha (380), além de 215 sul-coreanos. No total de turistas Itaipu recebeu 28 mil visitantes no período da Copa, sendo que o fechamento do primeiro semestre atingiu 235.850 visitantes.

No Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as Cataratas do Iguaçu, o número de visitantes em junho chegou a 89.011 pessoas, número 7,6% superior em relação ao ano passado. No semestre foram 741.153 visitas.

Os turistas que mais visitaram as Cataratas são, pela ordem, dos seguintes países: Brasil, Argentina, Estados Unidos, França, Alemanha, Japão, Chile, Espanha e Inglaterra.

Entre os dias 12 de junho e 13 de julho, período da Copa, 112.818 turistas visitaram as Cataratas do Iguaçu.

Vila Velha, outro ponto turístico importante, recebeu 30.690 turistas em 2014, sendo 10% a mais do que em 2013. Durante o período da Copa (junho) foram 3.375 turistas, com 33% de estrangeiros. Turistas do Brasil são a maioria, vindo depois Estados Unidos, Alemanha, Itália, França, Coréia do Sul, Holanda e Inglaterra.

Linha Turismo, entre 12 e 30 de junho recebeu 39.789 turistas, sendo 124,31% a mais que em 2013.

Torre Panorâmica no mesmo período da Copa recebeu 7.368 visitantes, sendo 86,51% a mais que em 2013.

Copa girou mais de 183 bilhões de dólares no Brasil. Foram registrados mais de dez tipos de turismo, como de Negócio, Lazer, Religioso, Aventura, Rural, Científico, Ecológico, Cultural, Experiência, Ecoturismo, entre outros.

REDE HOTELEIRA

Com 144 hotéis e 19 mil leitos, Curitiba comemorou a ocupação durante a Copa do Mundo, através de manifestação do presidente da ABIH-PR, Henrique Lenz César.

A taxa de ocupação nos dias dos jogos da Copa na sede de Curitiba foi de 68%, sendo que a maior procura por hotéis 2 estrelas ocorreu na partida Argélia e Rússia, com 64% de ocupação. Nos hotéis de 3 estrelas a procura maior ficou por conta do jogo entre Austrália e Espanha, com 77% de ocupação. Na relação dos hotéis 4 estrelas a maior lotação foi também por conta do jogo entre Austrália e Espanha, com 75% e, finalmente, nos hotéis de 5 estrelas a maior procura ficou por conta da partida entre Irã e Nigéria, com 68,5% de ocupação.

As maiores ocupações ficaram com as partidas entre Austrália e Espanha e Argélia e Rússia, com 69,2%. A média histórica do mês de junho na rede hoteleira paranaense sempre foi de 30 a 40% de ocupação, e durante a Copa do Mundo deste ano a taxa de ocupação, em média, foi de 68%.

Três hotéis foram selecionados pela FIFA, sendo o Sheraton para a hospedagem da família FIFA e arbitragem, Pestana, onde ficaram as seleções com mando de jogo, e Radisson, onde ficaram as seleções adversárias.

Em Foz do Iguaçu, onde ficou concentrada a Seleção da Coréia do Sul, segundo o Sindhoteis/Foz, a taxa de ocupação durante a Copa do Mundo, em junho, foi em média de 42,1%, sendo 39,9% em hotéis 5 estrelas, 43,8% nos 4 estrelas, 44,1%nos 3 estrelas, 38,5% nos 2 estrelas e 44,0% nos albergues e pousadas. Foram pesquisados 63 hotéis da região.

No interior do Paraná existem mais de 40 mil leitos disponíveis, além dos pequenos meios de hospedagem, como pousadas, albergues, pensões, motéis, campings, Spas, apart hotéis, hotéis fazenda e hospedagem familiar. Todos cadastrados pela Match, empresa credenciada pela FIFA.

AEROPORTO AFONSO PENA – SJP / CURITIBA

Investimentos de cerca de R$ 400 milhões pela Infraero. Foram feitos restauro na pista de pouso e decolagem, ampliação do Terminal de Passageiros, do Pátio de Aeronaves, novo Terminal de Cargas, ampliação do Estacionamento de Veículos (de 700 para 2.200 vagas), Pontos de Embarque e Desembarque (de 06 para 08 fingers), novos balcões de check-in (passando de 30 para 61), novas Esteiras de Bagagens (de 04 para 08), novos Elevadores (17), novas Escadas Rolantes (06).

Na operação Copa 2014 foi instalada a Fan Zone, que funcionou até o dia 20 de julho, recebendo mais de 65 mil pessoas.

Criada a Lanchonete Popular, com preços fixos e tabelados.

Instalado o serviço de Internet e Wi-Fi gratuitos.

Atuou com um efetivo na área operacional com 66 pessoas (eram 51), com aumento de 29%. Os “amarelinhos”, auxiliares contaram com um aumento de 45% de funcionários, além de 25 ajudantes nos postos de informações.

Durante o mês de junho/2014 tivemos um total de 557,9 mil embarques e desembarques, com um aumento de 4,4% em relação a junho de 2013.

No dia 28 de maio a delegação da Austrália, com 65 pessoas, desembarcou no aeroporto às 18h11, após uma escala no Chile. Foi a primeira seleção que o Brasil recebeu para a Copa. A delegação fez o procedimento de Imigração, e às 19h31 seguiu para Vitória, no Espírito Santo.

No dia 08 de junho, às 20h10 desembarcou a delegação da Espanha, naquele momento campeã do mundo, com 112 pessoas, seguindo direto para a concentração no CT do Caju, do Clube Atlético Paranaense.

Dia 14 de junho, às 13h13 chegou a delegação do Irã, com 63 pessoas.

Dia 14 de junho, às 17h50 chegou a delegação da Nigéria, com 55 pessoas.

Dia 18 de junho, às 16h04 chegou a delegação de Honduras, com 47 pessoas.

Dia 19 de junho, às 12h27 chegou a delegação do Equador, com 163 pessoas.

Dia 20 de junho, às 17h20 chegou voo fretado FIFA com presidente Blatter e mais 07 pessoas.

Dia 20 de junho, às 13h30 chegou voo fretado com presidente de Honduras, Juan Orlando Hernandez, com mais 07 pessoas.

Dia 24 de junho, às 18h47 chegou a delegação da Argélia, com 75 pessoas.

Dia 25 de junho, às 11h57 chegou a delegação da Rússia, com 62 pessoas.

Todas as chegadas e saídas foram acompanhadas pelo receptivo da Aeronáutica, do V Comar - Cindacta II, sob a coordenação do brigadeiro Roberto Carvalho e do coronel José Vagner Vital e apoio da Infraero, através do superintendente Antonio Pallu.

AEROPORTO CATARATAS DE FOZ DO IGUAÇU

Movimento durante o mês da Copa do Mundo foi 13,48% superior ao ano anterior. Em 2013 o número de passageiros foi de 131.131 e no ano de 2014 chegou a 148.811.

No primeiro semestre de 2014 o total de passageiros foi de 900.114.

Na quarta-feira, dia 12 de junho, a delegação da Coréia do Sul, com 60 passageiros, chegou às 14h00, seguindo direto para a concentração no Hotel Bourbon/Foz.

Apoio do superintendente Eduardo Ludwig.

AEROPORTOS DE APOIO

Londrina, Cascavel, Maringá, Paranavaí, Ponta Grossa, Paranaguá, Campo Mourão, Umuarama, Telêmaco Borba, Francisco Beltrão, Guarapuava, Toledo, Pato Branco, União da Vitória e Bandeirantes.

PORTO DE PARANAGUÁ

No ano de 2013 tivemos 04 navios atracados, vindos dos Estados Unidos (2) e Alemanha (2), com um total de 2.760 passageiros.

Neste ano de 2014 chegaram três navios, sendo um da Alemanha, um dos Estados Unidos e um do Chile, com um total de 1.774 passageiros.

O reflexo disto está na agenda dos próximos atracamentos, previstos para outubro, dia 07 (National Geographic Explorer, do Panamá), dia 16 (Ocean Diamond, do Panamá), dia 20 (National Greographic, do Panamá) e dia 24 (Ocean Diamond, do Panamá). Para o mês de novembro estão agendados mais dois: dia 1º (Maasdam, dos Estados Unidos) e dia 15 (Seabourn Quest, também dos Estados Unidos).

Além da chegada de navios de cargas trazendo material das obras do Aeroporto Internacional Afonso Pena e Viaduto Estaiado.

PAC DA COPA – OBRAS DO GOVERNO DO ESTADO (COMEC)

CORREDOR AEROPORTO / RODOFERROVIÁRIA – AV. DAS TORRES

CONTRATO DE FINANCIAMENTO Nº. 319.636-21/10

NÚMERO DO CONTRATO: 10/2012 – EMPO ENGENHARIA

DATA DO CONTRATO: 30/11/2012

INTERROMPIDO EM 12 DE JUNHO PARA A COPA DO MUNDO

RETORNAM ÀS OBRAS EM 14 DE JULHO

FÍSICO EXECUTADO ATÉ FINAL DE JUNHO: 76%

PRAZO DE ENTREGA: NOVEMBRO DE 2014

FALTANDO:

PAVIMENTAÇÃO DA TRINCHEIRA DA LUSON, ESCAVAÇÃO DA RUA ARAPONGAS (IGREJA), TÉRMINO DA PASSAGEM DE PEDESTRES (RAMPAS) JUNTO AO PORTAL, IMPLANTAÇÃO DA TRINCHEIRA DA RUA ROCHA POMBO (PARA PEDESTRES), ALARGAMENTO DA TRINCHEIRA DA RUA COMANDANTE AVIADOR LEPINSKI, LIGAÇÃO DA AVENIDA SALGADO FILHO PARA A RUA JOAQUIM NABUCO (PONTE SOBRE O RIO IGUAÇU).

CORREDOR MARECHAL FLORIANO PEIXOTO

CONTRATO DE FINANCIAMENTO Nº. 319.639-54/10

NÚMERO DO CONTRATO: 11/2012 – EMPO ENGENHARIA

DATA DO CONTRATO: 24/05/2013

INTERROMPIDO EM 12 DE JUNHO PARA A COPA DO MUNDO

RETORNAM AS OBRAS EM 14 DE JULHO

FÍSICO EXECUTADO ATÉ O FINAL DE JUNHO: 78%

PRAZO DE ENTREGA: NOVEMBRO DE 2014

FALTANDO:

PAVIMENTAÇÃO DA TERCEIRA PISTA, CALÇAMENTO DA NOVA PISTA, LIBERAÇÃO NOVA PISTA PARA CIRCULAÇÃO DO BRT (JÁ USANDO A PISTA CONCLUÍDA).

SISTEMA INTEGRADO DE MONITORAMENTO METROPOLITANO – SIMM

CONTRATO DE FINANCIAMENTO Nº. 319.637-31/10

NÚMERO DO CONTRATO: 02/2013 – DATAPROM

DATA DO CONTRATO: 24/05/2013

FÍSICO EXECUTADO ATÉ O FINAL DE JUNHO: 50%

PRAZO DE ENTREGA: NOVEMBRO DE 2014

FALTANDO:

EQUIPAMENTOS DE TECNOLOGIA (PRODUTO DE IMPORTAÇÃO), PARTE DE PAINEIS E DAS CÂMARAS, OK (100%) COM CCO, DATACENTER E SEMÁFOROS

AVENIDA DA INTEGRAÇÃO – RADIAIS

CONTRATO DE FINANCIAMENTO Nº. 319.701-29/10

NÚMERO DO CONTRATO: 16/2012 – MAVILLIS

DATA DO CONTRATO: 27/12/2012

FÍSICO EXECUTADO ATÉ O FINAL DE JUNHO: 82%

PRAZO DE ENTREGA: NOVEMBRO DE 2014

FALTANDO:

ALARGAMENTO DA PONTE SOBRE O RIO ATUBA

RUA DA PEDREIRA – RADIAIS

CONTRATO DE FINANCIAMENTO Nº. 319.701-29/10

NÚMERO DO CONTRATO: 01/2013 – TUCUMAM

DATA DO CONTRATO: 01/03/2013

FÍSICO EXECUTADO: 100% (OBRA CONCLUÍDA)

INFORMAÇÃO:

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL ACEITOU OS ADITIVOS PARA TODOS OS ESTADOS DAS DOZE SEDES DA COPA DO MUNDO.

O PRAZO FINAL É DEZEMBRO DE 2014 (FINAL DOS MANDATOS DOS GOVERNADORES).

CORREDOR METROPOLITANO E ALÇA DA AVENIDA SALGADO FILHO FORAM RETIRADOS DO PAC DA COPA E MANTIDOS NO PAC DA MOBILIDADE.

MONITORAMENTO URBANO

Sistema Integrado de Monitoramento Metropolitano (SIMM).

Central de Apoio: CCO na sede da Urbs, na Rodoferroviária.

711 câmeras, sendo 622 nos terminais e estações tubo e 89 em ruas e avenidas.

751 painéis em estações tubo, terminais e vias urbanas.

44 painéis eletrônicos.

Transporte Coletivo transportou mais de 100 mil passageiros em dias de jogos.

Foram cinco linhas especiais, incluindo Fan Fest e Expresso.

Atuação de linhas gratuitas: Circular Copa, Aeroporto, Terminal Boqueirão, Fan Fest e Estacionamentos Oficiais. Foram feitas 650 viagens, com uma frota de 50 ônibus.

Linha Fan Fest transportou 2,5 mil passageiros por dia até o dia 13 de julho.

Linha Turismo cresceu 34,6% entre os dias 1º e 23 de junho em comparação com o mesmo período de 2013.

Atuaram com uma frota de 12 ônibus Doublé-Deck e com 17 ônibus entre os dias 16 a 22 de junho, sendo que nestes quatro dias o total de passageiros chegou a 18.796.

EDUCAÇÃO

A secretaria de Estado da Educação, em parceria com a Secopa Estadual, editou o livro “Contexto do futebol no Mundo: do senso comum à critica pedagógica”, organizado pelos professores Aluízio da Rosa, Ana Carolina Mallmann e Lílian Messias Sampaio Brito, contando com uma equipe de trabalho de mais de 60 profissionais da área da Educação. Um documento histórico com 205 páginas, verdadeiro legado para o setor.

Foram impressos 4.000 exemplares, distribuídos nos 399 municípios, incluindo todas as 2.149 escolas estaduais e bibliotecas públicas estaduais e municipais, além das sete Universidades Estaduais do Paraná.

EMPRESAS PARANAENSES

Diversas empresas do Paraná estiveram envolvidas no projeto Copa do Mundo 2014, com destaque para a Incubadora Tecnológica de Maringá, que atendeu a Cooperativa de Mulheres de Nova Esperança, com a produção de 1.500 itens para a Copa, entre eles cachecóis, lenços e echarpes de seda, abrindo caminho para a produção de novos artigos da região do Vale da Seda.

A empresa Boneleska, de Apucarana, produziu 150 mil bonés para a Copa do Mundo 2014, dos quais 120 mil foram bonés do Fuleco, mascote oficial da Copa. A produção superou em 20% a do ano anterior (2013).

O Sindicato do Comércio Varejista de Maringá licenciou produtos para o Mundial, através do seu presidente Ali Wardani.

No litoral, o Sindicato Brasileiro da Indústria de Chocolates, Cacau e Amendoim registrou um crescimento de 40% na venda dos seus produtos, com foco na Copa.

CELEPAR - INFORMÁTICA

A empresa foi responsável por guardar e cadastrar todos os projetos da Copa do Mundo 2014, em parceria com a Secopa Estadual. Foram 238 projetos públicos, 29 privados, num total de 267 projetos conclusivos. Nos subprojetos foram apresentados 920 públicos e 62 privados, num total de 982 subprojetos, e dos eixos estratégicos foram 122 públicos e 12 privados, num total de 134 eixos. No total geral foram cadastrados 1.383 colaborações, sendo que a Copel apresentou o maior número, chegando a 359, seguido da Comec com 109.

Foram realizados treinamentos para mais de 200 pessoas, sendo 17 do Tribunal de Contas do Paraná, 10 da Universidade Federal do Paraná e 180 para diversas entidades de apoio. Foram cursos de orientação e montagem de projetos e seminário de nivelamento.

A Celepar também colaborou com a formatação do site oficial da Secopa Estadual, que iniciou em janeiro de 2011. De janeiro a junho de 2014 foram 610.117 visitas, com uma média diária de 5.112 visitas. O site www.copa2014.pr.gov.br mantém informações atualizadas sobre a Copa do Mundo, mantendo um nível de qualidade no quesito transparência.

PALESTRAS E SEMINÁRIOS

Atendendo as solicitações de entidades representativas, foram feitas palestras para estudantes da PUC/PR, FAE, UniBrasil, UniCuritiba, UFPR, Tuiuti, Positivo, UEM, UEL, Bagozzi, Pedro Macedo e Estácio. Também para entidades como Sebrae, Fecomércio, Ministério Público, Tribunal de Contas, Assembléia Legislativa, Câmara Municipal de Curitiba, Senac, Polícia Militar, Exército Brasileiro, Escola Superior de Polícia, OAB-PR, Aerp, Abin, Acampar, Cietep/Fiep, Fenavist, Facop, Consim (Congresso Sul Imobiliário), Congresso de Turismo do Noroeste, em Maringá, Encontro de Gestores Públicos, em Foz do Iguaçu e Festival Literário de Ponta Grossa.

FAN FEST

Sob a coordenação da Fundação Cultural de Curitiba, a Fan Fest realizada na Pedreira Paulo Leminski, reuniu 111.614 pessoas durante todo o período da Copa do Mundo, superando todas as expectativas. Foram 25 dias de shows e apresentação dos jogos pelo telão de 90 metros quadrados. Mais de 70 artistas paranaenses se apresentaram no palco, além das atrações nacionais como Dudu Nobre, Erasmo Carlos, Jota Quest e Raça Negra.

Foi montada uma grande estrutura de segurança e saúde, com a participação das Polícias Militar, Civil, Federal, Científica, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Saúde e Siate. Nenhum atendimento grave.

INFORMAÇÕES

Mais de 500 mil pessoas participaram do Tour da Taça do Mundo, que circulou por 89 países, em 217 dias. Em Curitiba, ela ficou exposta no Centro Cultural do Park Shopping Barigui, no dia 03 de março, sábado, das 09 às 21h00, com a presença do capitão do Tri Carlos Alberto Torres e dos ídolos paranaenses Nilson Borges (Atlético Paranaense) e Krueger (Coritiba).

Total de ingressos para a Copa do Mundo vendidos chegou a 3 milhões, lotando os estádios nas doze sedes.

Dez milhões de colecionadores trocaram figurinhas da Copa ou completaram os seus álbuns, atingindo homens, mulheres, adultos e crianças.

150 mil pessoas se cadastram como voluntários para atuar na Copa do Mundo 2014, incluindo estrangeiros. Muitos deles falando mais de quatro idiomas.

Segundo pesquisa do Sebrae, as microempresas chegaram a um faturamento que superou os R$ 400 milhões durante o período da Copa do Mundo.

A construção dos 12 estádios, reforma e ampliação de 13 aeroportos, incluindo o de Viracopos, em Campinas, e as obras do PAC da Copa, representaram um aumento de 60 mil empregos diretos e 140 mil indiretos durante a Copa 2014.

Durante a Copa das Confederações o PIB chegou a 10 bilhões de reais, triplicando este valor (30 bilhões) na Copa do Mundo 2014.

Recomendar esta página via e-mail: